O seu navegador necessita de suporte Javascript para esta funcionalidade. Portuguese Institute of Museums - Joalharia
23 de Março de 2017
Utilize as teclas de atalho Alt+2 para navegar para a área de pesquisa do sítio web.
Utilize as teclas de atalho Alt+1 para navegar para a área de conteúdos do sítio web.

Joalharia

Guarnição de corpete.

A formação originária do núcleo de Joalharia data de 1932, a partir da incorporação de um conjunto de objectos do espólio do Paço Episcopal do Porto, que reunia um pequeno grupo de cruzes peitorais e anéis de bispo.

Posteriormente, em anos sucessivos, outras espécies se foram juntando, provenientes de espólios, de conventos extintos e de palácios reais, que se encontravam sob a alçada da Direcção Geral da Fazenda Pública, e que esta foi distribuindo pelos vários museus do País.

Algumas ofertas, pequenos legados, aquisições pontuais do Museu, aliada a uma permuta em regime de depósitos entre museus nacionais, contribuíram para a ampliar e enriquecer.

Significativo o depósito, efectuado em 1936, pela Câmara Municipal do Porto, que o valorizou com um conjunto variado de jóias, pertencente ao acervo do seu extinto Museu Municipal.

Datando as peças mais antigas das épocas castreja, romana e visigótica, as restantes, distribuem-se de modo desigual, pelos séculos dezoito e dezanove.
  • Recomende este sítio web